Gerador de ozônio

Algumas soluções foram desenvolvidas para melhorar a qualidade da água e do ar uma delas é o gerador de ozônio. Para conhecer o gerador e suas funções, primeiro é importante conhecer o ozônio (o³), um gás que compõem a camada responsável pela vida na terra. O gás oxigênio contém dói átomos que se ligam entre si, enquanto o ozônio possui três átomos, contudo é gerado pela ação dos raios elétricos que estão presentes no ar. O ozônio é amplamente usado pela indústria com funções diferentes e uma delas é a purificação da água, por ser um forte oxidante.

Como funciona o gerador de ozônio

O gerador de ozônio funciona por meio de tubo dielétrico em que passa o oxigênio e onde ocorrem descargas elétricas constantemente em um efeito chamado de corona. Esse efeito ocorre por meio de um transformador acoplado, que transforma as moléculas de oxigênio em moléculas de ozônio pela adição de um átomo, o qual é ligado em uma reação química juntamente com a carga elétrica. O ozônio é sugado por um sistema chamado de Venturi e a partir daí se mistura com a água que será tratada em um misturador.

O misturar funciona na linha principal da água, recebendo o ozônio vindo do gerador. Nos casos em que o gerador de ozônio é utilizado para a filtração do ar, o gerador é condicionado em um duto de ar para realizar sua purificação. Quando é utilizado para o tratamento da água, é usado um tanque que permite uma maior ação dos dutos, como um tanque de contato.

Qualidade da água

O ozônio do gerador não modifica o sabor, cor ou quaisquer características da água, contudo é preciso dosar a proporção certa para que isso não ocorra. Diferente de outros elementos filtrantes, como o carvão mineral, o ozônio não retira os minerais presentes na água. Vale ressaltar que o excesso de ozônio, quando consumido, também não faz mal a sua. Mesmo que a água seja alcalina, mineral, magnesiana, hipotermal ou outra, o sabor e a fórmula não serão alterados e somente suas impurezas sofrerão com a filtração.

Em alguns casos, o ozônio oxida algas, por exemplo, além de demais micro-organismos nocivos a saúde humana e animal. Além disso, matéria orgânica, ferro, manganês e outras substâncias também são oxidadas e deixam de ser problema.

Usar ozônio é seguro?

Sim, para se ter uma ideia, o ozônio já é usado em países como os Estados Unidos em que a legislação é muito rígida quanto sua utilização. Sua aplicação ocorre em uso clínico (médico) para o tratamento de diferentes doenças, recebendo inclusive, o selo americano FDA –  Food and Drugs Administration, que regulariza e fiscaliza o uso, sendo este um dos padrões mais altos de segurança adotados pelo país. O ozônio é considerado muito mais eficaz para a purificação da água do que o cloro, mostrando-se mais rápido na eliminação de resíduos e coliformes fecais.

O uso só não é maior no Brasil por uma questão cultural, pois não é usado nenhum produto químico no processo. O gerador de ozônio é usado na água mineral no país há mais de 20 anos, mas nem sempre é divulgado. A importação da tecnologia era proibida, mas hoje existem até mesmo modelos desenvolvidos por faculdades, com baixo valor de produção.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Artigos Blog