Marketing do Facebook para Empresas: Você deve pagar pela propaganda?

Vendo o que aconteceu com o MySpace e o Friendster há algum tempo atrás, é difícil não pensar que algum dia o todo poderoso Facebook vai seguir o mesmo caminho.  Bem, esse barco está navegando há quase 10 anos e parece não ter perdido nenhum fôlego.  Com mais de um bilhão de usuários, é seguro dizer que o Facebook ainda é a rede social mais interessante, mesmo depois desse tempo todo.

Armado apenas com uma página, uma marca pode conseguir sucesso no Facebook.  No entanto, existem outras opções.  Qualquer post alcança apenas 20% do seu público, então, se você quiser aumentar esse alcance, talvez você deva dar uma oportunidade aos anúncios do Facebook.

O Facebook Ads tem uma variedade de formatos e todos eles oferecem um leque de opções.  De sexo a idade, passado por localidade e interesses, você tem a habilidade de fazer com que o seus anúncios sejam extremamente focados.  Vamos dar uma olhada nos modelos atuais de anúncios para te dar uma ida de como você pode trabalhar e que se encaixa melhor na sua estratégia de marketing pago.

Anúncios Padrão

Os anúncios padrão são aqueles que você vê na barra lateral da sua página do Facebook.  Embora eles sejam a opção vai básica, eles podem ser bem poderosos se otimizados corretamente.  Eles funcionam muito bem quando usamos critérios demográficos, como idade e localidade.  Por exemplo, se você for dono de uma loja de aluguel de roupas de gala, você pode atingir homens de 21 a 50 anos, que vivem na sua região e que tenham como interesse casamentos, roupas de gala e outras palavras chave relevantes.  Os anúncios padrão são uma maneira eficaz de aumentar o seu público.

Posts Sugeridos

No reino do Facebook, alguns anúncios não parecem anúncios; e é aí onde está a força deles.  Por exemplo, os posts sugeridos.  Eles aparecem na linha do tempo do usuário, misturado a posts de amigos e de páginas curtidas.  Esse anúncios são ideias para aumentar o alcance, uma vez que eles são entregues a usuários fora da sua base de fãs.  Então, uma atualização onde diz 10 maneiras de economizar dinheiro com a sua conexão de internet pode chamar atenção e gerar um número considerável de novas curtidas.

Não seria justo te soltar no mundo dos anúncios sem te deixar ciente de que os Posts Sugeridos são uma fonte de controvérsia.  O fato que conteúdo de terceiros apareça no meio da linha do tempo pode causar um desconforto.  Como estes posts são parecidos com atualizações orgânicas, usuários podem curti-los e comentar neles, mostrando até que não gostaram do post.  Nem preciso dizer que você precisa usar o melhor conteúdo e monitorar a performance dessas campanhas como um gavião vê a sua presa.  Sua reputação está em risco!

Posts Patrocinados

Posts Patrocinados também aparecem na linha do tempo.  A diferença é que eles são entregues aos seus fãs já existentes e seus amigos, o que fazem deles menos arriscados que os Posts Sugeridos.  Estes anúncios são fáceis de serem criados e podem ser lançados diretamente da sua página.  Posts Patrocinados são uma boa maneia de gerar visibilidade para novos produtos e promoções, mas enquanto eles funcionam como posts comuns, eles não tem a mesma longevidade.  Uma vez que seu dinheiro for embora, a promoção termina, então você precisa planejar e bem o seu orçamento.

Histórias Patrocinadas

Falando de controvérsia, as Histórias Patrocinadas tem tido uma história complexa.  Esse formato permite que você construa anúncios a partir das interações dos usuários, através de aplicativos ou sites conectados à plataforma.  Por exemplo, se um usuário curtir, compartilhar ou comentar em um post, essa ação pode ser transformada em uma história e entregue aos fãs e amigos de fãs.  Esse formato é ótimo para o engajamento, mas a privacidade, rapidamente, se tornou um problema, levando em conta que muitos usuários não estão confortáveis em dividir suas informações para fazer propaganda de produtos.  Depois de alguns problemas legais, o Facebook decidiu fazer algumas mudanças.

As Histórias Patrocinadas não existem mais como um formato sozinho.  Em vez disso, elas estão disponíveis no que o Facebook chama da “contexto social” que pode ser aplicado a outros anúncios.  Essencialmente, isso significa que você pode usar as mesmas interações para aumentar a qualidade do engajamento dos anúncios padrão.  Então, enquanto o produto já saiu da moda, o conceito continua.

Conclusão

O Facebook tem algum valor de marketing? Muito!  Vale a pena o investimento? Depende.  Algumas marcas gastam milhares de dólares para alcançar o seu público.  Outras gastam milhões.  Você pode gastar algumas centenas ou até menos, o que pode ser bem legal, pois o sistema de anúncios do Facebook foi desenvolvido para acomodar o seu orçamento.  Alguns marqueteiros conseguem excelentes resultados.  Outros não.  No fim, sua habilidade de ter sucesso será determinada pela sua estratégia.

Adoraríamos ver seus comentários

Comente/Avalie

Artigos Blog